Blog

Endereço fiscal garante legalidade a baixo custo para empreendedores

Endereço fiscal garante legalidade  a baixo custo para empreendedores

 4Legal Coworking oferece solução de regularização que favorece o empreendedor. Multa para empresas irregulares é de R$1.920,00

Para abrir uma empresa, é preciso uma série de requisitos – um deles é ter um endereço para comprovar a existência jurídica e física, e consequentemente, para que seja possível ter CNPJ e fazer o registro na Junta Comercial local. Entretanto, por conta dos altos custos, adquirir ou alugar um ponto comercial pode representar um entrave aos empreendedores. Felizmente, existe uma solução que viabiliza e reduz os gastos para os empresários.

O 4Legal Coworking oferece a empresas e empreendedores o Endereço Fiscal ou Domicílio Fiscal. Nosso serviço fornece um endereço para registrar na Junta Comercial a fim de que a empresa obtenha o alvará de funcionamento. É uma opção para empresas que buscam a redução de custos, por exemplo.

Esta solução possibilita que as empresas estejam dentro da lei e longe de qualquer punição. A multa para empresas irregulares é de R$1.920,00.

O endereço fiscal representa uma alternativa viável, com baixo custo, para os empreendedores, para que eles possam estar regularizados e também possam participar do ecossistema do 4Legal, que é um escritório de coworking, em que a interação e a cooperação entre pessoas e ideias superam o conceito de concorrência do mercado. Outra vantagem é a possibilidade de fazer o endereço em até 48 horas, o que auxilia quem precisa se regularizar com extrema urgência.

Além de comprovar a existência física e jurídica das empresas, o serviço centraliza as correspondências. Dentro do 4Legal, o empreendedor pode escolher entre três modalidades do endereço fiscal, com valores a partir de R$ 99,00 por mês:

  1. Endereço fiscal com caixa postal, com gerenciamento e armazenamento de correspondências;
  2. Endereço fiscal, caixa postal e atendimento telefônico (não personalizado);
  3. Endereço fiscal, caixa postal e atendimento telefônico personalizado (quando uma linha de telefone é direcionada para a sua empresa e o atendimento é feito de forma personalizada).

Entre as empresas que buscam esta opção estão: escritórios de advocacia, corretoras, pequenas empresas, profissionais como publicitários, fotógrafos e autônomos e freelancers em geral.


Regularize-se!

Para quem já tem um CNPJ aberto, mas não está funcionando em um local devido, o caminho para a regularização começa em buscar um escritório virtual ou uma empresa que tenha a licença para vender o endereço fiscal. Com isso é firmado um contrato, que requer a apresentação de cópias autenticas de RG, CPF, Contrato Social e comprovante de residência – incluindo a documentação dos cônjuges e dos sócios, se tiver.

Com o contrato assinado e o pagamento da primeira parcela, a empresa contratada deve entregar uma cópia da licença de funcionamento e uma declaração de parte. O documento passa para um advogado e para um contador que farão atualização do contrato social com o novo endereço e, assim, segue para Junta Comercial.

Se a empresa ainda não estiver aberta, é firmado o contrato como pessoa física. Os documentos requeridos são cópia do RG, CPF, comprovante de residência e também do cônjuge, se tiver. Após o pagamento, o empreendedor recebe uma licença para encaminhar ao advogado e também ao contador. Logo depois, é dada entrada na Junta Comercial.

Com o CNPJ ativo, o empreendedor entrega à empresa, que vendeu o endereço fiscal, uma cópia autenticada do Contrato Social para que seja feito um aditivo no contrato, que foi firmado anteriormente entre pessoa física e empresa.