Blog

Somos movidos por um propósito

Somos movidos por um propósito

Top economistas do MIT, da Universidade de Chicago e da Carnegie Mellon contrariaram a máxima da economia que diz que quanto maior a recompensa, melhor o desempenho. Esse é o modelo típico de motivação usado por empresas, onde os que se destacam são premiados e os piores são ignorados.

Eles afirmam que quando há envolvimento de habilidades cognitivas, ou seja, quando a tarefa é mais complicada e exige algo mais conceitual e criativo, as recompensas não funcionam, pelo contrário, pioram o desempenho.

A melhor maneira de usar o dinheiro como agente motivador é pagar o suficiente para que o dinheiro não seja uma preocupação. Assim, as pessoas não irão pensar no dinheiro e sim no trabalho.

Estudos destacam três fatores capazes de melhorar o desempenho e a satisfação pessoal: autonomia, domínio e proposito.

Autonomia é a vontade de conduzir a sua própria vida e é a melhor forma de gerar engajamento. Domínio é a vontade de se tornar melhor em algo. Nós gostamos de ser o melhor e queremos nos aprimorar e contribuir mais. Quanto ao propósito, cada vez mais empresas surgem com algo que chamamos de propósito.

Ele melhora o trabalho e é o melhor jeito de atrair talentos. Se o lucro vem em primeiro lugar ou está completamente distante do propósito, as pessoas não fazem grandes coisas. Para ter prosperidade as empresas precisam ser maximizadoras de propósitos e não apenas maximizadoras de lucro.

Há uma grande recompensa quando pessoas são tratadas como pessoas. Está na hora de repensar as relações e contratos de trabalho!

Fonte: RSA Animate

Os comentários estão fechados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.